A professora pergunta aos seus alunos:
- Se existem 5 passarinhos num ramo e você atira e mata um, quantos
sobram?
- Nenhum! – Responde Joãozinho – >todos saem voando com o barulho do
tiro.
A professora fica surpresa com a resposta:
- Não era essa a resposta que eu esperava, mas gosto do seu jeito de
pensar.
- Eu posso fazer uma pergunta para a senhora? Pediu Joãozinho.
- Pode, Joãozinho
Existem 3 mulheres sentadas num banco tomando sorvete. Uma está
lambendo, outra está chupando e a terceira está mordendo.
Qual delas é a casada?
A professora fica vermelha, mas responde, timidamente:
- A que está chupando.
- Não, a casada é a que tem a aliança no dedo, mas eu também gosto
do seu jeito de pensar…
——————————

—————————-
Na escola, a professora falava dos animais:
- Para que serve a ovelha, Marcinha?
- Para nos dar a lã, professora…
- E para que serve a galinha, Marquinho?
- Para nos dar os ovos…
- E para que serve a vaca, Joãozinho?
- Para nos passar os trabalhos de casa…

———————————————————
Ao entrar na sala de aula, a professora vê um pênis desenhado no
quadro.
Sem perder a compostura, imediatamente ela apaga o desenho e começa a
aula.
No dia seguinte, o mesmo desenho, só que ainda maior.
Ela torna a apagá-lo e não faz nenhum comentário.
No outro dia, o desenho já ocupa quase o quadro inteiro e por baixo ela
lê a seguinte frase:
“Quanto mais você esfrega, mais ele cresce!”
———————————————————
Como trabalho de casa a professora pede para os alunos fazerem uma rima.
No dia seguinte…
- Diga a sua rima Joãozinho:
- Lá vem o canguru com uma flor no cu.
A professora indignada pede para ele refazer.
No final da aula…
- Diga novamente a sua rima Joãozinho.
- Lá vem o canguru com uma flor na bochecha porque no cu a professora
não deixa.
———————————————————-
A professora pergunta ao Joãozinho:
- Quantos ovos uma galinha põe por dia?
- Não sei, professora.
E com ironia ela diz:
- Apanhei-te.
Ele também faz uma pergunta:
- Professora, quantas tetas tem uma porca?
- Não sei.
- Viu, você me pega pelos ovos, eu te pego pelas tetas!!!
———————————————————
O professor começa a sua aula:
- Hoje vamos falar de órgãos do corpo humano que são números pares.
Por exemplo, nós temos dois olhos, dois é par.
Mariazinha, dê outro exemplo de órgãos par.
- As orelhas – responde Mariazinha.
- Muito bem! Outro exemplo, Juquinha.
- Os ovos.
O professor fica meio acabrunhado, mas aceita a resposta.
- Tudo bem Juquinha. Joãozinho, outro exemplo.
- O pinto, professor.
- Espera aí, Joãozinho, nós só temos um pinto!
- O meu pai tem dois: um pequenino que ele usa para fazer xixi e um
grandalhão que a empregada usa para escovar os dentes.
————————————————————
A professora fala para o Joãozinho:
- Joãozinho, qual o tempo verbal da frase:
- “Isso não podia ter acontecido”?
- Preservativo imperfeito, professora!
——————————————————————
A professora escorrega e leva o maior tombo na sala de aula.
Na queda, o seu vestido sobe até a cabeça.
Levanta-se imediatamente, puta da vida, ajeita-se, e interroga os
alunos:
- Luisinho, o que você viu?
- Seus joelhos, professora.
- Uma semana de suspensão! E você Carlinhos?
- Suas coxas, professora.
- Um mês de suspensão. E você Joãozinho?
Joãozinho pega nos cadernos e vai logo saindo da sala:
- Bom, galera, até o ano que vem…
——————————————————————
É época dos exames finais e a professora mandou que os seus brilhantes
alunos escrevessem uma redação, onde fossem tratados os seguintes
temas:
1 – Monarquia
2 – Sexo
3 -Religião
4 – Mistério
Joãozinho levanta a mão e diz que terminou.
A professora sem acreditar pede que leia a sua redação.
Ele se levanta, pega na folha de papel, coça a garganta e diz:
- “Mandaram a Rainha tomar no cu. Meu Deus! Quem terá sido?”